HISTÓRIA:

Um dos primeiros livros de cozinha que se escreveu na europa, foi escrito pelo Mestre Ruperto de Nola cozinheira da corte, com o título “ El libro de los guisados”, data de 1520 e foi escrito na língua catalã, editado em Barcelona.

A importância dos guisados na alimentação foi muito importante na nossa cultura gastronómica, uma forma de cozinhar das nossas avos que pouco a pouco se foi deixando de praticar, não é comum encontrar-se na carta de um restaurante a oferta aos seus comensais um guisado.

Eu adoro um bom guisado!...

Se pensam que os guisados são comida de 2º estão completamente enganados!...

Esta forma de preparar alimentos é uma das que mais respeita os seus componentes. A sua preparação é feita a fogo lento, uma temperatura constante ao longo da sua preparação, tão importante para um cozinhado perfeito. Por isso um guisado é uma das formas de cozinhar onde mais se aproveita os nutrientes dos alimentos, não fogem do tacho em forma de vapor esta forma de cozinhar é sem dúvida uma das mais saudáveis permite que os alimentos se cozinhem na sua própria água, o que concentra os sabores naturais do prato que estamos a elaborar, assim como dispensa a utilização de gorduras e substancias que se compram empacotadas em forma de cubinhos mágicos, com a intenção de dar sabor, quando na realidade apenas aportam calorias e gorduras indesejáveis para uma saúde alimentar limpa e sã!...

Assim cozinhar os alimentos lentamente tem muitos benefícios permitem-nos prescindir de gorduras, e utilizar vegetais e ervas aromáticas como o loura a salsa o alecrim os alhos a nevada o endro os coentros e uma infinidade destas ervas que se cruzam todos os dias nos nossos caminhos, e que tem a virtude de aportar grandes benefícios á nossa saúde.      

 

O segredo de um bom guisado está na sua confeção!... A sua cosedura deve ser lenta, muito lenta, assim os refluxos dos vapores durante o processo de elaboração imprimem algo muito especial ao cozinhado!...

 

PREPARAÇÃO:

Cortar a carne aos bocados, a cenoura o tomate e a cebola aos dados, a salsa e dente de alho picados, fazer um refugado com o azeite a cebola, tomate, dente de alho e louro juntar o vinho branco e de seguida a carne, temperar de sal e deixar guisar 15 minutos em fogo lento, juntar as batatas, cenoura e as ervilhas, e açafrão, se necessário um pouco de água, deixar ferver mas lentamente e retificar de sal, cozinhar em fogo muito lento, servir com o calda.

 

Ingredients

Directions

Os guisados um repasto que conquistou todos os paladares!